Banner Transmissão Ao Vivo

Sessão solene marca início da nova gestão da reitoria da UFPA

Foi realizada na manhã de hoje, 11 de outubro, a sessão solene de transmissão do cargo de reitor ao novo dirigente da instituição, Emmanuel Zagury Tourinho, no auditório do Centro de Eventos Benedito Nunes, no Campus Guamá, em Belém.

Aberta ao público, a solenidade reuniu mais de mil pessoas, entre gestores da instituição, autoridades locais, representantes de órgãos parceiros, imprensa, professores, estudantes, servidores e familiares do novo reitor. A sessão também foi transmitida ao vivo, por meio do Portal da UFPA, para os campi do interior e polos da educação a distância da Universidade Aberta do Brasil (UAB) no Pará.

A equipe da Assessoria de Educação a Distância (AEDi), por meio do Laboratório de Pesquisa e Experimentação em Multimídia, atuou diretamente na gravação e transmissão ao vivo da solenidade de posse, juntamente com a equipe do Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação (CTIC), que viabilizou servidor próprio para exibição das imagens tanto em computadores quanto em dispositivos móveis, tais como tablets e smartphones.

O evento - A sessão iniciou ao som da 7° sinfonia de Beethoven (4º movimento), executada pela Orquestra Sinfônica Altino Pimenta, da Escola de Música da UFPA, composta por 50 membros e regida pelo maestro Miguel Campos Neto, reconhecido nacional e internacionalmente.

Em seguida, o professor Emmanuel Tourinho foi conduzido ao seu assento no palco pelos ex-reitores da UFPA, que saíram em cortejo pela lateral do Auditório. No ato de posse, foram utilizados móveis que integram o acervo do Museu da UFPA e que pertenceram à primeira congregação da Universidade.

 

Em pronunciamento, o Secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Técnica e Tecnológica do Pará, Alex Bolonha Fiúza de Mello, representando o Governador do Estado do Pará, Simão Jatene, saudou o novo reitor da UFPA. “Desejo que ele, por meio de um trabalho coletivo, seja capaz de conduzir esta grande instituição a atravessar esse momento difícil que a sociedade brasileira enfrenta, com a matéria prima mais importante que temos: inovação por meio do conhecimento”, afirmou.

Na sequência, ocorreu o pronunciamento do vice-reitor da UFPA Horácio Schneider, reitor em exercício até o ato da posse. Em sua fala, o professor relatou sua trajetória de quase 40 anos na instituição e relembrou os desafios e conquistas à frente da vice-reitoria. “Hoje completo mais uma etapa da minha trajetória como professor dessa instituição e estou mais feliz ainda por te testemunhado um dos mais belos processos eleitorais vividos na UFPA e por este processo ter cominado com a vitória fragorosa do professor Emmanuel, candidato da gestão Maneschy-Schneider”, acrescentou.

Após a leitura do Ato de Posse, assinado pelo novo reitor em Brasília, no último dia 23 de setembro de 2016, os familiares (esposa e filhos) do gestor subiram ao palco para vesti-lo com as vestes talares. Na sequência, o Prof. Horácio realizou a transmissão simbólica do cargo ao Prof. Emmanuel, por meio da passagem do colar reitoral da UFPA.

No seu primeiro ato como reitor, Emmanuel Tourinho, conduziu a assinatura simbólica de posse do novo vice-reitor da Universidade Federal do Pará, Gilmar Pereira da Silva. Na sequência, foram apresentados à comunidade acadêmica os pró-reitores e o prefeito do campus da nova equipe de gestão, que também assinaram, simbolicamente, a tomada de posse de seus cargos. São eles: o professor Edmar Tavares Costa, na Pró-Reitoria de Ensino de Graduação (PROEG); o professor Rômulo Simões Angélica, na Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PROPESP); o professor Nelson José de Souza Júnior, na Pró-Reitoria de Extensão (PROEX); o professor Horácio Schneider, na Pró-Reitoria de Relações Internacionais (PROINTER); o técnico-administrativo João Cauby de Almeida Júnior, na Pró-Reitoria de Administração (PROAD); a técnico-administrativa Karla Andreza Duarte Pinheiro de Miranda, na Pró-Reitoria de Desenvolvimento e Gestão de Pessoal (PROGEP); a técnico-administrativa Raquel Trindade Borges, na Pró-Reitoria de Planejamento e Desenvolvimento Institucional (PROPLAN); e o professor Adriano Sales dos Santos Silva, na Prefeitura da UFPA.

Pronunciamento dos novos gestores - Aclamado pelo público, o já empossado vice-reitor, Gilmar Silva, explanou sobre sua trajetória profissional, iniciada na Usina Hidrelétrica de Tucuruí. “É com muita alegria que recebo mais uma tarefa para desenvolver na minha vida como trabalhador. Receber o cargo de vice-reitor pelo excelentíssimo professor doutor Emmanuel Tourinho e pela comunidade acadêmica é uma grande honra. Tenho o desafio de procurar fazer o trabalho com determinação e afeto, como tudo o que fiz ao longo da minha carreira, seja trabalhando no chão da fábrica, seja como professor ou gestor”, discursou.

Eleito pela comunidade acadêmica com 53% dos votos, o reitor Emmanuel Tourinho agradeceu aos familiares e à comunidade acadêmica pela confiança depositada. Em seu pronunciamento, ressaltou a importância de uma instituição pública e de qualidade para a sociedade, como a Universidade Federal do Pará.

O reitor destacou ainda a importância de integrar as áreas de pesquisa, ciência e tecnologia para desenvolver soluções aos problemas sociais. “O lócus da formação para este novo tempo em que vivemos já não é necessariamente a sala de aula, importam, na mesma medida, os laboratórios, as bibliotecas e os espaços destinados às praticas profissionais. Com o intuito de enriquecer o ambiente de formação, é tempo também de intensificar a presença das artes nos nossos Campi. Não apenas em datas especiais, mas no cotidiano da instituição. Nós teremos muito a ganhar se promovermos a interação regular de nossos alunos, com a produção artística e cultural, começando pelos polos de musica, teatro e dança”.

 

Na sua gestão, o novo reitor também assumiu o compromisso de combater o racismo, a discriminação, o preconceito e a exclusão.  “Uma Universidade Pública não pode e não deve ignorar o machismo, nem a discriminação de pessoas com diferentes orientações sexuais ou de gênero. Não pode deixar de reconhecer a diversidade socioeconômica, cultural, étnico-racial e sexual que é própria da sociedade brasileira”, afirmou.

A sessão foi finalizada com a homenagem da Associação dos Estudantes Indígenas, que presentearam os novos gestores com cocares, símbolos da cultura indígena, como forma de agradecimento pelas iniciativas em prol das suas comunidades.  A Orquestra Sinfônica Altino Pimenta também homenageou os dirigentes com o som da 3° sinfonia de Beethoven (3º movimento).