Vinaora Nivo SliderVinaora Nivo Slider
Parfor realiza formatura de professores de quatro turmas de Licenciatura em Geografia
Aluna do Parfor recria contos e lendas da Amazônia em vídeos de animação

Notícias

Parfor completa 9 anos com mais de 7 mil diplomados e ganha 10 novas turmas

No mês de setembro, o Plano Nacional de Formação de Professores (Parfor) da Universidade Federal do Pará (UFPA) completa 9 anos de atuação para a melhoria da educação na região. Nesse período, 7.100 professores da rede pública foram diplomados pela maior universidade do Norte do país em cursos de licenciatura ofertados por meio de uma parceria com a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior(Capes) e as prefeituras.

O Parfor conseguiu alcançar todas as regiões do Pará. Das 420 turmas implantadas em 21 cursos de licenciatura desde 2009, 303 concluíram as atividades e 117 seguem ativas até 2020.  

Formado em Licenciatura em Matemática no polo Bragança em agosto de 2018, Jardel Queiroz falou da importância do programa para os municípios do interior do estado. "O Parfor oferece a esses municípios a melhoria na qualidade da educação, com a formação desses novos professores que não só vão ter uma qualidade melhor, como vão ajudar a gerar mais empregos e melhorar a sociedade como um todo", disse.

"A prática eu já tinha em sala de aula, mas foi no curso da UFPA que eu realmente aprendi a teoria. A maioria dos professores, como eu, só tinham o ensino médio. Agora já temos um número razoável de professores graduados. O Parfor abriu um leque de oportunidades para estes professores se formarem", afirmou Mizilene Cascaes, professora há 10 anos do município de Tomé-Açu e licenciada em Letras.

A coordenação geral do Parfor UFPA ressalta que é importante analisar os resultados desses 9 anos de trabalho. “O próximo passo é analisar o impacto do Parfor nos municípios em que os professores permanecerem nas suas comunidades. Certamente haverá impactos positivo em índices como SAEB, IDEB e outros desempenhos que forem analisados, até mesmo Olimpíadas de Matemática e Português. A Proeg e a Coordenação Geral estão empenhadas nesta pesquisa”, afirma o professor Márcio Nascimento.   

Novas turmas

Além dos resultados exitosos, neste segundo semestre o projeto alcançou uma grande conquista em meio ao atual cenário político e de cortes no orçamento: após concorrer ao edital nacional da Capes, a UFPA obteve a aprovação de 10 novas turmas depois de três anos sem abrir vagas. No total, outros 289 professores da educação básica terão a oportunidade de formação.

As novas turmas vão funcionar nos municípios de Anapu (com uma turma de Pedagogia e uma de Matemática); Abaetetuba (Pedagogia); Moju (Licenciatura em Dança); Gurupá (Pedagogia); Bagre (Pedagogia e Educação Física); Capitão Poço (Pedagogia e Artes Visuais) e Porto de Moz (Letras Língua Portuguesa). As aulas inaugurais nos polos está marcada para os dias 20 e 27 de outubro.

Do município de Bagre, a professora Evelinhe Simara falou sobre suas expectativas em relação ao curso que vai fazer pelo Parfor. "Minha expectativa é a de adquirir melhores conhecimentos, sendo uma profissional qualificada para trabalhar na área da educação. Foi um privilégio enorme ser contemplada nessa universidade (UFPA), que é a maior do Pará", conta Evelinhe.

No município de Capitão Poço, a professora de educação infantil Antônia Maria Freitas comemorou a classificação para a turma de Pedagogia. "Para nós que não tivemos, de certa forma, uma condição financeira ou uma oportunidade, o Parfor veio para isso, para nos dar uma oportunidade de desempenhar melhor o nosso trabalho", ressalta a professora Antônia.

Publicado em 18/09/2019

Livros

Calendário de Aula

#RESISTEPARFOR

Redes Sociais

Apoio